Carrasco da Seleção Brasileira em 2006 revela lesão em jogo decisivo Carrasco da Seleção Brasileira em 2006 revela lesão em jogo decisivo

Carrasco da Seleção Brasileira em 2006 revela lesão em jogo decisivo

Zidane comentou que jogou machucado

O lendário ex-jogador e agora técnico Zinedine Zidane, teve uma carreira muito vitoriosa, o francês ganhou todos os títulos que poderia, inclusive a Copa do Mundo em 1998, batendo o Brasil na final.

Porém, Zidane não foi carrasco da Seleção Brasileira apenas em 1998, o craque também fez uma de suas mais brilhantes atuações diante do Brasil em 2006, eliminando o time de Ronaldo Fenômeno, Ronaldinho Gaúcho, Adriano e Kaká.

Comemorando seu aniversário de 50 anos, Zidane, aproveitou e comentou sobre sua condição física naquela partida:

"Na verdade, eu me machuquei contra a Espanha (nas oitavas de final). Eu me machuquei marcando o terceiro gol no final da partida. Eu tenho um caroço na minha coxa. Quase ninguém sabia... Fiz exames, e dizem que não vou jogar contra o Brasil... Eu digo: ‘O quê? Está fora de questão que eu não possa jogar contra o Brasil!", contou Zidane.

Vieira e Zidane em ação pela Seleção Francesa.

O craque ainda contou sobre o sacrifício e a sensação daquele poder ser o último jogo:

"A equipe médica fez de tudo para eu jogar porque eu queria muito jogar esse jogo. E eu joguei! Cada jogo podia ser o meu último. Eu tinha tanto isso na cabeça que era impossível não jogar contra o Brasil. Eu queria aproveitar cada segundo", afirmou o ídolo francês.

Por fim, Zinedine, também respondeu sobre a cabeçada, que proferiu contra Materazzi na final da Copa do Mundo de 2006:

"Naquele dia, minha mãe está muito doente. Eu falei com minha irmã no telefone várias vezes durante o dia. Eu sei que minha mãe não estava bem, mas também não é grande coisa. Mesmo assim me preocupa. Ainda mantenho o foco. Mas são coisas que acontecem. A pressão, isso, aquilo. Ele (Materazzi) não me fala da minha mãe. Ele costumava dizer que não insultava minha mãe. É verdade. Mas ele insultou minha irmã, que estava com minha mãe na época. Em campo, há insultos. Todo mundo fala um com o outro, às vezes mal, mas você não faz nada. Ali, naquele dia, aconteceu o que aconteceu. Ele desencadeou algo falando sobre minha irmã Lila. É o espaço de um segundo e já passou... Mas depois, você tem que aceitar. Não me orgulho, mas faz parte da minha jornada. Naquela época, eu era mais frágil. Às vezes é em momentos como esses que você pode fazer algo errado", encerrou.
 

Fotos:Reprodução/Getty Images/Twitter.

Notícias relacionadas

Mais Notícias

Mais Notícias