Disputa de bola Disputa de bola

Desastre na Colômbia! Fluminense é dominado do início ao fim

Em ritmo de treino, tricolor foi atropelado e voltou para o Brasil da pior maneira possível

O Fluminense parece que foi a Colômbia passear, pois, jogar futebol que não foi. O tricolor foi presa fácil do início ao fim do jogo. Em ritmo de jogo amistoso, era atropelado em cada palmo do campo pelo ímpeto do time da casa. O Junior Barranquilla foi merecedor dos 3 x 0, e talvez desse para mais.

O primeiro tempo foi escandaloso de ruim para o time do Fluminense que estava no modo soneca, nítido no primeiro gol do adversário. O jogador do Junior, Didier Moreno vacilou na intermediária defensiva, e não tinha ninguém do Flu próximo para roubar a bola e buscar o gol, resultado disso, com tranquilidade o volante se recuperou e partiu para o ataque com liberdade, acionando o ponta direita que devolveu novamente para ele entrando sem marcação para finalizar de primeira sem chances para Fábio.

A saída de bola estava dorminhoca, provavelmente a viagem cansou o time, e resolveram cochilar um pouco durante os 90 minutos de jogo. Dominados. A definição perfeita é essa. Péssima atuação. Sem tesão. Sem vontade. Com e sem a bola. Bem verdade que o segundo gol do time da casa no fim do primeiro tempo foi irregular. Em falta fora da área, o juíz assinalou pênalti. Sem VAR, não há o que chorar, o que ele decidiu não pode ser mudado. Gol de Borja em cobrança perfeita no ângulo.

O segundo tempo em nada foi melhor, Abel Braga novamente não abriu mão dos três zagueiros na saída do intervalo, arriscou tirando o lateral Calegari, colocando o atacante Luiz Henrique no corredor, e Pineida na vaga de Cristiano, seis por meia dúzia. O Fluminense precisava de uma mudança na configuração, e o treinador por birra novamente não abriu mão do que era necessário. Minando qualquer chance de reação imediata.

Abel só foi abdicar da formação na reta final da partida ao colocar Martinelli na vaga de Manoel, porém, no desespero o time só ficou desorganizado e de nada melhorou. No apagar das luzes, o golpe final veio. Erro bisonho de Martinelli perdendo a bola na defesa, Sambueza arrastou até a área, e completamente livre bateu cruzado fechando a pá de cal do Fluminense.

Fica de lição mais uma vez. Mas será que ela vem sendo aprendida? Ao que tudo indica não. Já no início do ano, três ocasiões mostraram isso. Olímpia (PAR), Botafogo e agora contra o Junior Barranquilla. Enquanto a cabeça pensante do Fluminense ficar fechada, até o fim do ano tem muita água para rolar ainda. Acorda, Abel. Pelo seu bem, dos torcedores e do clube.

Notícias relacionadas

Mais Notícias

Mais Notícias